Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Gato Pardo

Para quem conhece, vocês estão mais que vacinados. Vocês não conhecem isto? São maiores de idade? Trazem o vosso cartão de cidadão, boletim de vacinas e resgisto criminal? Não? Fantástico!!!

Gato Pardo

Para quem conhece, vocês estão mais que vacinados. Vocês não conhecem isto? São maiores de idade? Trazem o vosso cartão de cidadão, boletim de vacinas e resgisto criminal? Não? Fantástico!!!

Coffee Rules!!!

14.01.13publicado por Gato Pardo

 

A Nespresso é realmente uma empresa na vanguarda tecnológica.

Fico grato por saber que quando as máquinas dominarem o mundo (em especial a minha torradeira que tem um mau feitio do c*ralho...Queima-me o pão e a minha paciência ao mesmo tempo...) e passarmos todos a ser robots, a Nespresso já pensou em mim.

Só assim se explica uma marca de café com uma aplicação para andróides...

O outro lado do espelho (ou uma espécie de análise invertida da questão Chanel)...

11.01.13publicado por Gato Pardo

A pedido de inúmeras famílias, decidi fazer uma análise invertida da questão Chanel/Pépa/Samsung/O quéu qria éra meeeesmo uma mala preta clááássica que dá bê com tudo...

Já aqui malhei forte e feio sobre o assunto.

No entanto colocaram-me o desafio de analisar a questão de forma invertida.

Então e se eu fosse uma gaja cheia de guito, com um blog com milhares de seguidoras e recheado de fotos catitas e um forte problema de dicção?

Sim, o povo português é hipócrita. Se não tivéssemos limitações financeiras, provavelmente até tomávamos o pequeno almoço em cima de malas Chanel, o meu gato fazia as necessidades numa caixa de areia Louis Vuitton e cagava diamantes Swarovski...Mas como isso é uma utopia louca, limitemo-nos à realidade...

Como alguém que me é querida disse, não existe tal coisa como má publicidade. Falem bem ou mal, o que interessa é que falem. Se era essa a intenção, parabéns. Foi atingida em pleno. Se a intenção era tornar esta gaita viral, parabéns. Objectivo conseguido também. Se a intenção era mostrar a futilidade de uma percentagem da população portuguesa que detém ainda algum poderio económico, alguns deles que se intitulam "jornalistas" (atenção às aspas que para mim, jornalismo não é artigos sobre queques e sobre se um garçon não atende as pessoas à velocidade desejada...) e são orgulhosos autores de blogs de referência então aí posso dizer que a granada explodiu-lhes nas mãos. Missão cumprida mas com as mãos feitas em m*rda por causa dos estilhaços da granada.

Imaginemos então o seguinte...

- Sou gaja.

- Sou podre de rica.

- Tenho um blog super hiper ri-fixe.

- Tenho um sotaque tão queque que parece saído de um spa em São João do Estoril.

Conclusão?

Qualquer pessoa tem direito a ser um invólucro vazio. É a chamada democracia. Já tive muito mais posses monetárias do que agora e nunca fui um pulha por causa disso. Mais consumista? Curiosamente também não. Ganhei um sotaque esquisito? Thank god, não.

Deixemos a menina em paz com a Samsung e a Chanel. Para mim, aquela publicidade é o verdadeiro desastre menágico. A Samsung e a Pépa na rambóia e o Chanel que se vê metida ali no meio não sabe bem como...

E a expressão do dia é...

10.01.13publicado por Gato Pardo

...Pépa Xavier.

Pépa tipo Cinha, Pimpinha, Lili, Betty...

Mas só no que diz respeito à foleirada do nome queque. Aliás, para ser honesto até tenho pena do pobre queque que é para aqui chamado sem culpa nenhuma.

Admiro uma coisa e questiono-me sobre outra acerca dos meninos do marketing da Samsung. A primeira é o grau de cegueira dos meninos. A segunda é se a vontade de levar a menina para o vale dos lençóis valeu realmente a pena perante toda a publicidade negativa que isto alcançou...

E pronto, minha gente. Estamos reduzidos a isto. Uma pita com muitos problemas de dicção, meio palmo de cara e zero por cento de actividade neuronal.

"Ah mas e tal, eu fui blog oficial dos Fashion Awards..."

Hum...I see...Ok, está explicado então porque é que nunca vi essa m*rda...Eu sabia que tinha de haver uma razão minimamente válida para a minha ausência dessa coisa. Sempre pensei era que era por estar algemado a uma cama e amordaçado...

Já começa verdadeiramente a chatear...

07.01.13publicado por Gato Pardo

Eis que volta à tona a discussão sobre o direito ou não de fumar em espaços públicos...

A minha opinião? Simples. Tentem proibir-me...Mas tentem à séria...Pago os meus impostos, sou um cidadão (minimamente) cumpridor da lei e se o Estado tem barrotes de dinheiro para enfiar em BPN's e Banif's é à minha pala. Tentem lá vir tirar-me o cigarro da boca que o próximo passo é uma biqueirada nos tintins do pobre coitado que se atreva.

Incomoda-me o fundamentalismo das pessoas. As que apontam o dedo aos fumadores como se fosse o crime supremo. Os mesmos que não pestanejam sequer perante o abate de um animal ferido quando toda a gente sabe que os donos que causaram esses maus tratos passam impunes. Os que não opinam perante mães que pegam fogo a casas com os dois filhos menores lá dentro. Aqueles que sabem de situações recorrentes de violência doméstica que muitas vezes acabam em tragédia mas que preferem assobiar para o lado porque não é nada com eles. Sim, vocês...

Acho piada aos ditos espaços para fumadores. Encontrei um desses afamados sítios uns tempos atrás numa superfície comercial. Era um caixote onde cabiam cerca de 6 pessoas enclausuradas, tipo jaula de circo. Ridículo. Só faltavam os amendoins para a metáfora ser perfeita.

Meus caros, deixem-me fazer uma pequena dissertação sobre o assunto.

Como já disse em cima, sou um cidadão minimamente cumpridor da lei. Isto, se achar a lei relativamente justa. Quando vou a algum sítio beber um café e é um local de não fumadores, tudo na paz dos deuses. Vou fumar lá fora. Agora querem-me proibir de fumar ao ar livre porque o meu fumo pode incomodar um qualquer c*na de sabão (obrigado Di...) que está a 20 kms? Poupem-me.

Se vamos abordar proibições idiotas então comecem a proibir os meninos que gostam de sexo ao ar livre. Se eu não posso fumar, eles não podem f*rnicar...Se eu tenho o risco de colapso cardíaco, também eles. O meu fumo incomoda? Se eu fosse um fulano invejoso, o sexo deles provavelmente também me incomodava. E se a senhora for daquelas que dá largas aos décibeis de êxtase, então aí fico mesmo lixado.

Sério, esta discussão já roça o ridículo...Só por isso vou ali fumar um cigarro lá fora...

Porque todos nós temos um Sá Leão dentro de nós (embore isso soe mal como o c*ralho...)!!!

06.01.13publicado por Gato Pardo

Hoje quero abordar um flagelo mundial.

Algo que afecta cerca de 1/4 da população mundial de uma forma tão cruel, vil e horrenda que...que...que...sei lá!

As sex tapes.

Sim, meninos e meninas. As sex tapes são o descalabro do ser humano. Antes os pais ficaram lixados quando apanhavam os filhos a fumar em casa. Depois, ficaram escandalizados quando os apanharam no quarto com um travesti sueco chamado Sven a brincar ao homem bala (!!!). La piéce de résistance final é os filhos vasculharem as VHS lá de casa à procura do Caça Polícias com o Eddie Murphy e darem de caras com a sex tape dos pais, o pai vestido de agente da autoridade e a mãe de...Eddie Murphy.

E agora perguntam vocês, porque raio apenas 1/4 da população mundial?

Bem, a verdade é que 2/4 da população já evoluiu para o DVD e o restante 1/4 ficou preso nas Beta (não, não é metáfora para pitas dondocas, eram mesmo cassetes...).

As sex tapes como tudo na vida, têm o seu lado bom e o seu lado menos bom. O bom é que provavelmente o "realizador" vai achar que tem perfil de Tim Burton e fazer uns planos marados à brava e depois ver aquilo acompanhado da cara metade e poder dizer "epá, temos de repetir este take...". A parte má é quando o "realizador" se esquece de informar antecipadamente a cara metade que está a gravar a galhofa sexual e ela depois acaba por descobrir a cassete enfiada na urna das cinzas da mãe juntamente com a areia suja da caixa do gato que ele se borrifou para deitar fora.

Actualmente diz-se que ter uma sex tape é fixe. O pessoal pensa "ora porra, se a Pamela tem uma, porque não eu?".

Bem, primeiro porque tenho sérias dúvidas que haja silicone suficiente no planeta para duas pessoas com tamanhos atributos mamários. Depois, porque sim.

Depois vem a parte pior. Há sempre o risco de encontrar a bisavó esparramada no sofá da sala na véspera de Natal a olhar para a televisão a ver "aquilo" (porque o casalinho se esqueceu de tirar aquilo do leitor) e a octagenária senhora dizer "Que maneira tão estranha de rechear um peru...".

Existem inclusivamente vários tipos de sex tapes.

- A sex tape Manuel de Oliveira. Aquela em que os gemidos são de tal forma intervalados que você pode tirar férias 15 dias na Nova Zelândia e voltar que ainda não se ouviu um piu quando você voltar.

- A sex tape Luciana Abreu. Aquela que envolve irmãs, sogras, vizinhas, GNR, Porches Panameras e motas de água. É o fim do mundo, carago!!!

- A sex tape Coelho. Aquela em que ainda antes de acontecer já sabemos que estamos completamente f*didos...

- A sex tape Fanny e entidade paternal. Aquela em que (graças a deus!!!) nunca se vê a fronha dos envolvidos e existe a probabilidade de haver bigodes à Hitler envolvidos.

Sex tapes? Completamente a favor. Nem que seja por me ter proporcionado tópico para voltar a escrever um texto razoavelmente digno!

Como mandar alguém à merda sem na realidade proferir tais palavras...

02.01.13publicado por Gato Pardo

 

Sim. Porque é pouco profissional mandar alguém à merda.

No entanto, existem alturas em que medidas drásticas são necessárias. No meu caso, basta não ter bebido a dose diária recomendada de cafeína que o risco de implosão do edifício sobe consideravelmente. Isso e pisarem-me os calos.

Eis os primeiros três conselhos felinos do ano sobre como (merecidamente) mandar alguém à merda sem na realidade proferir as palavras em si...

 

- Faça um workshop intensivo de mimo. A pintura abichanada fica ao seu critério. Limite-se a fazer o seu sorriso mais filho da p*ta e estenda uma mão à sua escolha de palma aberta virada para si. Vá fechando os dedos um a um até ficar apenas com o dedo médio erecto em todo o seu esplendor.

- Furar pneus é coisa do século XX. Compre uma pistola de pregos no IKEA e despeje meia dúzia de cartuchos no chassi do carro. Porque nada diz fuck you como o primeiro carro queijo suíço do mercado...

- O conselho mais extremo não é recomendável aos leitores com problemas cardíacos, colesterol elevado ou tesão derivada de consumo abusivo de Viagra. Para já, é a frase célebre de 2013.

- Caríssimos, nem vale a pena mandar-vos à merda porque a vossa massa encefálica já está tão atolada disso que transbordava...Obrigado. Estarei aqui às terças e quintas. Ah, e também faço funerais e baptizados...

 

Estou a gostar da forma que 2013 começou. Promete...

Pág. 2/2